7 dicas para você investir no on-line e aumentar o seu faturamento


Com a crise do coronavírus, muitas empresas precisaram agilizar o processo das vendas físicas para o ambiente virtual rapidamente. De acordo com um estudo da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP), as vendas do varejo no meio eletrônico aumentaram, em seis meses, o que estava previsto para aumentar em seis anos.


Com esse panorama, percebe-se que a estratégia digital se faz muito importante para quem precisa ou almeja aumentar o faturamento do seu negócio. Diante disso, hoje nós trazemos 7 dicas do que precisa ser feito para que você tenha boas vendas on-line.


Confira!


1 - Escolha o mercado de atuação


Se você está iniciando agora no varejo, decidir o nicho em que atuará é fundamental. A dica é você se envolver com um mercado que já tenha afinidade e algum tipo de conhecimento sobre ele. Porém, é preciso enfatizar que a pesquisa é sempre um ponto importante, pois pode ser que algo passe despercebido por você e que será de extrema ajuda lá na frente.


2 - Conheça o seu público-alvo


Quando você passa a conhecer mais dos seus clientes, você passa a entregar exatamente aquilo que eles esperam. Por isso, faça uma análise sobre o perfil do cliente ideal da sua empresa 一 para isso, algumas perguntas podem te ajudar:


● Quais os maiores problemas que ele enfrenta em seu dia a dia?

● Como ele consome as informações? É pelas redes sociais? Por blogs? Meios impressos?

● Qual o seu estilo de vida?

● Na hora de contratar um serviço ou comprar um produto, o que ele leva em conta?


Com todas essas respostas, você vai ver como será muito mais fácil o relacionamento entre ambas as partes.


3 - Defina o valor de investimento


Mesmo sendo um meio mais barato do que um espaço físico, uma loja on-line requer certo investimento. Gastos como plataforma de vendas, estratégias de marketing, estoque e embalagens para os produtos precisam ser consideradas e devem estar no seu planejamento.


4 - Contrate uma boa plataforma de vendas


Hoje em dia, existem diversas plataformas de e-commerce no mercado 一 e é justamente por isso que você precisa pesquisar bem antes de fechar negócio com uma delas. Verifique se ela entrega todas as funcionalidades que você precisa, como cadastro de produtos, controle de estoque, métricas de faturamento, entre outras.


5 - Tenha um plano de negócios


Fundamental para qualquer empresa, um plano de negócios pode nortear o caminho que ela seguirá, reduzindo os seus fracassos e aumentando o seu sucesso.


Dentre os itens que precisam estar incluídos no plano de negócios estão:


● Identidade de marca;

● Missão, visão e valores da empresa;

● Público-alvo;

● Produtos que serão comercializados;

● Mapa de concorrentes;

● Estratégia de marketing e cronograma de ações;

● Fornecedores.


O último item é um dos pontos de maior relevância, pois ao escolher parceiros de confiança, você tem a garantia de um trabalho bem feito e executado dentro do prazo.


Aqui em nosso blog, você encontra um texto que dá 3 dicas para não errar na hora de escolher um fornecedor. Clique aqui e leia na íntegra!


6 - Esteja nas redes sociais e em marketplaces


Para empresas de pequeno porte que ainda não conseguem arcar com um sistema próprio de vendas on-line, as redes sociais e marketplaces podem ser uma excelente saída.


No primeiro caso, você pode anunciar diretamente às pessoas, mostrando a elas os seus produtos e demais assuntos que se relacionem com a marca. Já com relação ao segundo, você expõe os seus produtos em vitrines virtuais de determinadas lojas, como se fosse um grande shopping virtual.


São exemplos de marketplaces:


● Mercado Livre;

● OLX;

● Submarino;

● Amazon;

● Etc.


7 - Não se esqueça do atendimento


Qualquer tipo de venda envolve pessoas. Por isso, você precisa definir muito bem como será o seu atendimento com elas, pois uma boa experiência conta bastante ao final do negócio. Então, defina onde se dará todo o contato, que pode ser por e-mail, chat on-line, WhatsApp, entre outros canais. Mas lembre-se: escolha apenas aqueles que você dará conta de gerenciar. Caso necessário, contrate uma pessoa para te ajudar nessa questão.




Agora que você já sabe o que precisa levar em conta na hora de criar uma loja virtual, que tal conhecer mais sobre o nosso trabalho? Atuando há 15 anos no mercado, a operação logística da CBN movimenta 1.200 toneladas/mês em um armazém de 5.350 m² com uma equipe de 40 colaboradores.


Acesse www.cbndistribuidora.com.br e fique por dentro de todas as informações!

20 visualizações0 comentário