Seleção de fornecedores: 3 dicas para não errar

Fazer uma boa seleção de fornecedores é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Afinal de contas, é isso que mantém a qualidade da operação logística do negócio e, consequentemente, a competitividade da organização no mercado.


Se tratando de produtos na área de limpeza, higiene e alimentação, o cuidado deve ser redobrado, já que os fornecedores precisam seguir as diretrizes e Boas Práticas de Fabricação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).


Se você é comerciante, lojista ou trabalha com o público de varejo e precisa recorrer às soluções de atacados e não sabe como planejar a seleção de fornecedores, esse artigo é para você.


Confira 3 dicas para não errar na escolha das parcerias e otimize a produtividade da sua empresa!


1. Antes de fechar a seleção de fornecedores, busque referências

Use e abuse dos mecanismos de busca para fazer uma seleção de fornecedores confiável.


Você pode utilizar a internet para analisar comentários e avaliações feitas por clientes e parceiros do fornecedor em potencial no próprio Google ou em plataformas como o Reclame Aqui. Outra alternativa é buscar grupos específicos nas redes sociais.


Além disso, considere o tradicional boca a boca. Networking é tudo na hora de pedir indicações e avaliar a credibilidade da futura parceria.


Considere também a visão dos clientes atendidos pelos fornecedores. Ninguém melhor que eles para avaliar a imagem da marca.


Ao tomar esses cuidados durante a seleção de fornecedores, sua empresa terá as seguintes vantagens:

  • Menor chance de problemas futuros;

  • Garantia de qualidade do produto;

  • Maior segurança em relação aos resultados;

  • Qualidade na operação logística.


2.Avalie o posicionamento do seu fornecedor


Se engana quem pensa que a seleção de bons fornecedores se limita à qualidade do produto ofertado. Quando uma empresa fecha uma parceria ou contrata um novo cliente, entender qual é a imagem do parceiro perante o mercado faz toda a diferença.


Em tempos nos quais o posicionamento diz muito sobre os valores do que a empresa faz e de como ela oferece uma proposta de valor aos consumidores é um ponto muito importante por dois motivos: alinhamento de valores e percepção do público sobre a marca.


Digamos que um fornecedor x aparece nas capas de jornal de forma negativa por não cumprir alguma determinação da lei ou por falhas na linha de produção. Se você resolve prosseguir com esse parceiro, é provável que seus clientes acreditem que você compactua com os erros cometidos.


Faça um exercício: quantas marcas já ficaram manchadas por problemas que levaram à contaminação de produtos (e claro, colocaram em risco a vida do consumidor final) ou por ações que não condizem com uma postura ética?


Em 2016, a ANVISA proibiu a venda de extrato de tomate de 5 marcas devido à contaminação do produto com pelo de rato.


Outro caso clássico que gerou repercussão negativa (com razão) foi quando a chamada “Operação Carne Fraca”, deflagrada pela Polícia Federal revelou irregularidades em dezenas de marcas que vendiam carne vencida e misturavam o alimento com papelão e outros produtos químicos que maquiavam e repassavam-a para os distribuidores, ignorando os danos à segurança alimentar.


Em resumo, faça um checklist do seu fornecedor. O que ele faz está de acordo com o propósito da sua empresa? Existe alinhamento de valores entre as partes? O seu cliente (em atacado ou varejo) seria prejudicado por causa do produto deste fornecedor de alguma forma?


A partir desta reflexão, fica mais fácil escolher bons fornecedores.


3.Considere a experiência dos fornecedores em seu ramo de atuação



Um ótimo termômetro para contratar fornecedores de qualidade é analisar a experiência de mercado que eles possuem.


As marcas com as quais você pretende trabalhar a revenda de produtos são conhecidas? A experiência dos fornecedores é consolidada? O produto tem qualidade? Qual é o legado que a marca construiu ao longo dos anos e repassa aos parceiros e clientes?


Ao tomar esse cuidado, você pode evitar uma futura dor de cabeça com problemas que prejudicam o setor financeiro e logístico da sua empresa. Fica a dica!


Conte com a CBN Distribuidora


Ao longo dos anos, a CBN Distribuidora tem evoluído no mercado e se destacado com diversas premiações e cases de sucesso envolvendo o trabalho com marcas renomadas.


Do cuidado com a operação logística à sinergia entre as equipes de merchandising e vendas, a missão da distribuidora não fica limitada à revenda de produtos simplesmente.


Para isso, são consideradas as dicas deste artigo e outros fatores que dizem respeito à qualidade, transparência e compromisso dos fornecedores tanto na fabricação quanto na entrega dos produtos de higiene, alimentação e limpeza.


Gostou deste conteúdo? Clique aqui e conheça nossos fornecedores!





24 visualizações0 comentário